Escola de São Jorge recebe alunos da Turquia no Projeto Erasmus+

Foto DR

A Escola Básica dos 2º e 3º ciclos de Jorge – Cardeal D. Teodósio de Gouveia, no âmbito do projeto europeu Erasmus +, Ação Chave 2,  subordinado ao tema das Energias Renováveis: «Winds of Change – A European Energetic (R)evolution» está a receber em intercâmbio os alunos de uma escola da cidade turca de Eregli.

O Grupo de doze alunos e tres  professores chegaram à Madeira no passado dia 1 maio e ficarão  até ao dia 6 de maio.

Na Escola de São Jorge foram recebidos com o hino da freguesia de São Jorge, “Rincão Florido” e com um almoço convívio aberto a toda a comunidade educativa a que se seguiu um espetáculo no auditório da Escola. Ao fim da tarde, visitaram o Museu do Vinho no Arco de São Jorge.

Na passada terça-feira, os alunos do projeto visitaram o Parque Temático da Madeira, foram recebidos na Câmara Municipal de Santana e visitaram a Escola Secundária local.

A apresentação dos trabalhos realizados pelos alunos envolvidos no projeto decorreu na escola esta quarta-feira. Durante a tarde houve um espetáculo no auditório da Escola.

A visita às Grutas em São Vicente está reservada para o dia 4 de maio, assim como a ida às piscinas naturais do Porto Moniz.

Na sexta-feira, os alunos terão a oportunidade de visitar o Funchal. À noite decorrerá o jantar de despedida com música ao vivo.

Este projeto envolve além da Escola de São Jorge e a da Turquia, ainda mais seis escolas  dos seguintes países: Espanha, Itália, Chipre, Alemanha e Áustria.

O principal objetivo deste projeto é estabelecer contactos que permitam partilhar conhecimentos, no que diz respeito utilização das energias renováveis nos diferentes países.

Neste projeto, os alunos têm uma oportunidade única de visitar durante uma semana, uma das escolas envolvidas. Permite também outras aprendizagens, nomeadamente, o conhecimento de outras culturas, bem como a possibilidade de interagir com os outros alunos num contexto real, motivando-os assim para a importância do domínio e aperfeiçoamento da língua inglesa.

Os alunos participantes neste projeto têm entre os 13 e os 18 anos de idade, os quais têm a oportunidade de contactar com a realidade de cada país e de realizar trabalhos em comum, «global work», e posteriormente publicá-los na plataforma eTwinning.