JPP propõe à ALRAM criação de gabinete de apoio ao migrante da Venezuela

Os deputados do JPP deram entrada na Assembleia Legislativa da Madeira com um Projecto de Resolução que recomenda ao Governo Regional a criação de um Gabinete Intersectorial de Apoio ao Migrante da Venezuela.

“A Venezuela está a passar por um momento difícil, com uma verdadeira crise humanitária, uma situação para a qual o JPP já havia alertado antes, mas o Governo acusou-nos de ser alarmistas. A verdade é que muitos madeirenses estão a regressar e fala-se em plano de contingência com o Governo da República e a própria Europa, mas na Madeira já temos uma grande movimento de migrantes que necessitam de apoio”, afirmou Lina Pereira, porta-voz do JPP nesta iniciativa, que decorreu no aeroporto do Funchal.

Perante esta realidade, o Juntos pelo Povo entende “ser imprescindível um Gabinete Intersectorial que permita aos migrantes dirigirem-se a um só local, que consiga responder ou, encaminhar, a situação para os serviços correspondentes, de forma a evitar que estas pessoas andem ‘de um lado para o outro’ sem saber o que efectivamente precisam”.

Lina Pereira sublinhou a necessidade de se “estabelecer parcerias, quer com autarquias locais, quer com outros departamentos governamentais e não-governamentais”, além “da criação de uma linha telefónica de apoio ao migrante, para esclarecimento rápido, evitando os gastos desnecessários em transporte a que estas pessoas, muitas delas de zonas rurais, estão sujeitas”, conforme, aliás, recomenda o diploma apresentado pelo JPP na Assembleia.