Thereza May diz que ódio não vencerá

autor de atentado
O aurtor do atentado foi abatido pela polícia. Imagem Sky News

A primeira-ministro britânica Thereza May acabou de falar ao País na sequência do atentado que hoje ocorreu junto ao parlamento britânico, que provocou 4 mortos e 20 feriodos, alguns em estado grave.

May disse que falhará qualquer tentativa para destruir as liberdades, que o ódio não vencerá e elogiou a forma como as forças de segurança atuaram perante este ato terrorista.

O ataque de um homem, que se sabe já estar referenciado pelas autoridades, e que estas presumem ter atuado sozinho, está a provocar uma onda de revolta, em função dos últimos acontecimentos que têm ocorrido um pouco por toda a Europa e poucos dias depois de um homem ter atacado no aeroporto de Orly, que tal como este incidente, acabou por resultar na morte do atacante.

O ataque de hoje foi levado a cabo por um homem com ligações ao Estado Islâmico, que atropelou várias pessoas no passeio da ponte de Westminstor e dirigiu-se ao parlamento, onde atingiu um polícia com uma faca, acabando depois por ser atingido a tiro pelas forças de segurança.

O desfecho trágico é de 4 mortos, incluindo um agente da autoridade, e 20 feridos, entre eles um português de 26 anos de idade, que está em Londres há 15 e que ficou ferido nas pernas e nas mãos. Dos feridos em estado grave, encontram-se dois estudantes franceses.

Dirigentes de muitos países já manifestaram a condenação pelo atentado.