Apresentou-se a lista de Renato Carvalho à delegação regional da Ordem dos Psicólogos

psicologos
Apresentação da Lista C. Foto DR

No âmbito das eleições para os órgãos sociais da Ordem dos Psicólogos Portugueses, que se realizarão no próximo dia 6 de Dezembro, realizou-se esta quarta-feira, dia 30, no Funchal, uma sessão de apresentação do Programa Nacional da Lista C – Mobilizar os Psicólogos, liderada por Francisco Miranda Rodrigues.

Foi também apresentado o Programa mais específico para a Delegação Regional da Madeira (DRM), cujo candidato a Presidente é Renato Gomes Carvalho.

Francisco Miranda Rodrigues destacou o carácter transversal a várias áreas de intervenção e participado do Programa da Lista C, que contou com contributos de centenas de psicólogos em o País.

Destacou o exemplo da promoção do autocuidado dos psicólogos e prevenção de riscos psicossociais na profissão como uma das medidas que foi inicialmente proposta pela Madeira.

No âmbito da DRM, Renato Gomes Carvalho sublinhou que o Programa inclui uma visão estratégia e um conjunto amplo de medidas, incluindo o reforço das iniciativas tendo em vista a formação e desenvolvimento pessoal e profissional dos psicólogos da Madeira, a criação de condições para a existência de intervisão e supervisão da prática profissional, a colaboração com as instituições regionais públicas e privadas, a promoção de competências de empregabilidade, a constituição de comissões setoriais para discutir e propor medidas relativas à intervenção psicológica em vários contextos a otimização da gestão e do funcionamento da Delegação, entre outros.

Acima de tudo, referem os candidatos, trata-se de um programa construtivo e abrangente que irá defender a psicologia como ciência e profissão, defender os psicólogos e os utentes dos serviços. Para alem de Renato Gomes Carvalho, na Madeira candidatam-se à Delegação Regional como vogais Cláudio Sousa, Carolina Abreu, Sílvia Brazão, Magda Cunha, Paula Mesquita e Marisa Alexandre.

Para a Assembleia de Representantes, são candidatos Teresa Carvalho, Mónica Cardoso, Leila Pedro e Isabel Rocha.

Estão em condições de votar na Madeira cerca de 300 psicólogos.