Paulo Neves foi ouvir preocupações da ECM sobre Orçamento de Estado

paulo-neves-ecm

O deputado pela Madeira na Assembleia da República, Paulo Neves, foi hoje visitar a Empresa de Cervejas da Madeira, para, depois da visita, classificá-la como um exemplo de excelência e de internacionalização. “Este é o exemplo provado de que a Madeira quando quer está entre os melhores”, declarou o parlamentar, garantindo que os produtos regionais “podem ter e têm mercados internacionais”. Nesse sentido, deu os exemplos da cerveja Coral no mercado chinês e do vinho Madeira no Japão.

Paulo Neves foi à ECM ouvir as preocupações da administração da ECM, personificada por Miguel de Sousa, ele próprio deputado do PSD, na Assembleia Legislativa Regional, sobre o Orçamento do Estado, que se encontra em discussão na Assembleia da República, preocupações que disse que levará ao grupo parlamentar do seu partido em São Bento e aos restantes.

O deputado salientou que se trata de um documento que “tem imensa importância para a Madeira”. Por isso, o PSD/Madeira faz questão que algumas das matérias relevantes para a Região sejam incluídas nas despesas do Governo Central, reforçando que o que está a ser pedido pelos deputados à Assembleia da República ultrapassa a solidariedade do Estado e refere-se ao cumprimento da lei, quer seja ao nível do pagamento das dívidas  ao SESARAM, no que respeita aos subsistemas de saúde, quer seja ao nível da construção do novo hospital. “É uma promessa do Primeiro-Ministro para que o hospital seja construído na Madeira também com fundos nacionais e fundos comunitários”, lembrou, adiantando não ser “aceitável” que o Governo aprove a construção de três novos hospitais em regiões que já os têm e que não faça o mesmo relativamente à Madeira.

Por outro lado, afirmou que também no caso dos incêndios continua a não existir de forma efectiva qualquer apoio do Estado. “Houve muitas visitas, houve muita solidariedade, e ainda bem que houve, mas, na verdade, ainda não se traduziu em apoio financeiro”, disse.