Resgate de apanhador lúdico de crustáceos vítima de doença súbita na Calheta

/LC/

Autoridade Marítima Nacional  resgate pescador crustaceos_alterada Calheta
Imagem: Autoridade Marítima Nacional

O Capitão do Porto e Comandante-local da Polícia Marítima do Funchal, em articulação com o Serviço Regional de Proteção Civil, coordenou durante a tarde de ontem, dia 27 de agosto, uma operação de resgate de um individuo que se encontrava na apanha lúdica de crustáceos, na orla costeira junto à Marina da Calheta.

O alerta foi dado pelo Serviço Regional da Proteção Civil cerca das 17h57, relatando que uma embarcação tinha avistado um individuo junto à orla costeira a pedir socorro. De imediato, foram ativados meios de socorro para o local, nomeadamente uma embarcação salva-vidas da Capitania do Porto do Funchal (ISN SR40), embarcando três elementos da equipa de resgate e um agente da Polícia Marítima, uma embarcação salva-vidas do “SANAS MADEIRA”, dois agentes da Polícia Marítima do Comando-local do Funchal por terra, bombeiros da Corporação de Bombeiros da Calheta e uma equipa da EMIR, sendo os últimos, ambos ativados pelo Serviço Regional de Proteção Civil.

Ao chegar ao local, a embarcação da Capitania constatou que já se encontrava junto à vitima uma equipa dos Bombeiros da Calheta, tendo projetado de imediato dois elementos da equipa de regate para auxílio nas manobras de reanimação.

Pelas 20h00, foi verificado o óbito da vítima pela médica da equipa EMIR, tendo o cadáver sido resgatado por mar junto à zona rochosa, após autorização do Ministério Público. O corpo foi evacuado para a Marina da Calheta, para confirmação do óbito pelo Delegado de Saúde.

Tratava-se um indivíduo do sexo masculino, com cerca de 62 anos, residente na Madeira, e que terá sofrido de doença súbita.

O Comando-local da Polícia Marítima do Funchal tomou conta da ocorrência.

 

Fonte: Autoridade Marítima Nacional