Inferno de chamas encurrala cidadãos no Funchal face ao descontrolo da situação pelas autoridades

são pedro
Foto Teresa Gonçalves

Um verdadeiro inferno de chamas está a levar a melhor sobre as inverdades apregoadas ao longo desta tarde pelos políticos que governam esta terra. Encurralados no Funchal, com as urgências hospitalares a abarrotar e os engarrafamentos no trânsito, quem assume as responsabilidades políticas deste agravamento e descontrolo daquilo que passou a assumir a dimensão de calamidade?

São fogos ateados em cada recantoda urbe. Ora na Achada, ora junto aos Salesianos, ora na Rochinha, ora em Santa Luzia…Até ali mesmo, em São Pedro, há fogo para apagar. A imagem documenta o incêndio no Centro Comercial de São Pedro e os bombeiros a tentarem combatê-lo a partir da torre da igreja.

O pânico instalou-se, enquanto os bombeiros, exaustos e sem forma de debelar a voracidade das labaredas, são forçados a estar no terreno durante horas e horas. Aquilo a que os políticos dizem, de forma polida, que têm todos os dispositivos no terreno. Os resultados estão à vista. Depois, claro, a culpa é da natureza: a força do vento que a meteorologia talvez alertou e ninguém ouviu ou das altas temperaturas estivais.

Vamos, agora sim, esperar que de Lisboa venham os salvadores da pátria. Rezando, talvez, para que não venha uma faulha perdida e leve a melhor…