Centro de emergência dá apoio aos moradores do Galeão

Fogo Cristiano SousaA Proteção Civil tem já a funcionar um centro de apoio no pavilhão desportivo de São Roque, onde estão a ser assistidos moradores das zonas mais afetadas pela espessa nuvem de fumo resultante do fogo que deflagra nas zonas altas de São Roque e Santo António, Funchal.

Em declarações à Antena 1, a secretária regional da Inclusão e Assuntos Sociais, que se encontra no local, alertou os moradores a não regressarem às suas casas que se encontram na zona do fogo devido ao fumo potencialmente tóxico.

Neste momento, equipas da Cruz Vermelha estão a prestar assistência a cerca de uma dezena de moradores, sobretudo idosos, com problemas respiratórios.

Fora estes casos de problemas com o fumo e algumas casas atingidas pelas chamas, não há para já outras fatalidades a reportar.

Rubina Leal garantiu que os serviços a funcionar no pavilhão do Clube Desportivo de São Roque estão preparados para acolher pessoas que venham eventualmente a ser evacuadas.

Estão mobilizadas sete corporações e meia centena de bombeiros no combate a este intenso incêndio que, por ação do vento forte, já atingiu a freguesia de Santo António, inclusive as serras do Curral das Freiras.

As populações e os efetivos de segurança debatem-se com a falta de água, um problema que foi admitido há pouco pelo Presidente da Junta de Freguesia de São Roque.

O incêndio deflagrou às 15.30, no Caminho da Cova, Galeão, e ainda não está controlado.