Rui Caetano apela ao “bom senso” na disputa das escolas por melhores alunos

Rui CaetanoO diretor da escola Gonçalves Zarco, Rui Caetano ‘meteu foice’ em polémica alheia mas fê-lo para apelar ao bom senso.

Numa opinião partilhada hoje, sem nunca mencionar os nomes das escolas Jaime Moniz ou Francisco Franco, Rui Caetano diz que não há escolas de primeira, de segunda ou de terceira. E que esta história dos rankings de escolas pode ser pernicioso.

Eis a sua opinião:

“Pois é!! Esta disputa entre escolas por causa dos bons alunos traz-me à memória a expressão popular “gato escondido com o rabo de fora”. E nem quero ir mais fundo, até ao tutano da questão.

Quando sou eu a argumentar que as escolas que estão no topo dos rankings dependem da quantidade dos seus bons e excelentes alunos e que esses alunos teriam os mesmos resultados independentemente das escolas, salvo raras exceções, dizem que eu não tenho razão e vão buscar aquelas teorias que não têm nada a ver com a realidade das práticas.

Mas agora é que se vê, pois é, “o rabo do gato” ficou de fora. Ao escolherem e ao disputarem os bons alunos quer dizer que, então, eu tenho razão. Os bons alunos é que irão marcar o ritmo dos rankings das escolas e essa é que é a preocupação.

Esta coisa de num dia se defender que os bons lugares dos rankings dependem da qualidade da nossa escola e no outro eu escolher os melhores ou gritar “ai jesus” que os bons alunos não estão a chegar à minha escola não bate certo a “bota com a perdigota”.

E defendo esta ideia porque excelentes professores, empenhados, competentes, exigentes e trabalhadores existem em todas as escolas e não há escolas de primeira categoria e escolas de segunda ou terceira categorias.

O papel da Escola é ensinar a todos e a cada um. Espera-se BOM SENSO”.