Festival de Bandas é desfile de talentos na Ribeira Brava

bandas3
Fotos Olívia Ascensão

No domingo, entre o sol e o rescaldo dos avisos de mau tempo, a Ribeira Brava torna-se um destino apetecível, pelo clima ameno, pela brisa marítima a purificar as almas e pelos díspares e bem orquestrados acordes que perpassam pelas ruas da pacata Vila. É o Festival de Bandas Filarmónicas que convida os locais e forasteiros a desfrutar dos talentos de músicos anónimos mas empenhados na divulgação da cultura da terra.

A tradição repete-se mas sempre com empenho de músicos e da população. Esta tarde, a Ribeira Brava foi palco de mais um Festival de Bandas Filarmónicas que atraiu à zona Oeste muito público. Não é o género mais popular entre os jovens, mas também estes assistiram ao espetáculo que nasceu justamente com o propósito de ocupar e animar a juventude, bem distante da era da tecnologia virtual.
O clima agradável convidou a ficar na cidade e desfrutar dos melodiosos acordes das filarmónicas que  desfilaram pelas ruas e atuaram no palco, situado na frente-mar da Ribeira Brava.
bandas1O encontro de Bandas Filarmónicas realiza-se, todos os anos, em maio. A Ribeira Brava festejou os seus 102 anos, no dia 6 de maio e toda a Vila tem sido palco de diversas atuações, sendo o encontro de bandas um dos momentos mais aguardados pela população local.
Recorde-se que, conforme informa o site da CMRB, o Festival de Bandas nasceu na Ribeira Brava em 1983 e tinha como objetivo primeiro reunir estas instituições da cultura popular madeirense, não com o espírito de competição, mas sim proporcionar ao público momentos inesquecíveis de música e de, simultaneamente, as bandas confraternizarem umas com as outras.
bandas2Os anos passam e os membros das várias bandas continuam a mostrar talentos neste evento, emprestando ao centro da Ribeira Brava um colorido e dinamismo singulares.