Vinho Madeira brinda a mais um Madeira Film Festival

teatro-008.jpg.jpegTermina esta tarde, com a iniciativa “MFF Talks com Vinho Madeira”,  no Teatro Municipal, mais uma edição do Madeira Film Festival.

A degustação do famoso Vinho Madeira, no âmbito do certame, vem a acontecer desde a última quarta-feira, sob o lema “Um vinho com um nome de Ilha e uma Ilha com um nome de vinho”.

O Instituto do Vinho, do Bordado e do Artesanato da Madeira participa na 5ª edição do Madeira Film Festival com sessões de degustação, ao longo dos quatro dias do festival, de quarta a sábado, no Teatro Municipal, entre as 17h e as 19h, durante a realização dos encontros e palestras sobre temas diversos como Estórias Digitais Interactivas, Caminhos Reais da Madeira e o cinema independente fora dos circuitos de Hollywood.

A história da ilha e do vinho

Descoberta em 1419, a Ilha da Madeira foi desde o início desbravada, tanta era a quantidade de árvores, tendo estas sido substituídas por solos com cultura de trigo, vinha e cana.

Aqui começa a história da Ilha e do vinho, sendo que registos históricos demonstram que 25 anos após o início da colonização, as exportações de Vinho Madeira já se moviam pelo Mundo.

Segundo a Chefe de Divisão de Criação Artística do Instituto do Vinho, do Bordado e do Artesanato da Madeira, o mais provável é ter começado igualmente aqui a história do cinema, considerando, por isso, ser “muito importante” associar o Vinho da Madeira ao Madeira Film Festival, “um evento cultural e artístico porque no fundo o Vinho Madeira também é a arte e é a cultura de um povo”.

E uma vez que os contactos internacionais são de extrema importância “faz todo o sentido o instituto do vinho se associar a este tipo de eventos”, sublinhou Nádia Meroni.

madeira film festival

A par da história, o processo de produção do vinho também evoluiu, a tal ponto que hoje seja uma referência mundial -“um vinho com um nome de Ilha e uma Ilha com um nome de vinho”.

O que distingue o Vinho Madeira dos restantes vinhos mundialmente famosos, começa logo na fermentação do mosto, um processo muito próprio que se entende ao longo das restantes fases até ao envelhecimento. A sua acidez, o facto de uma garrafa de vinho madeira durar dezenas de anos e não se estragar, permanecendo o seu sabor “inalterável”, são razões mais que suficientes para que o Vinho Madeira seja único, justificando o título de “melhor do mundo”.

A fama e prestígio do Vinho Madeira perduram no tempo e nos momentos mais simbólicos. recorde-se que a celebração da independência dos Estados Unidos, em 1776, foi comemorada com um brinde de Vinho Madeira.