Visitar uma estância de esqui por dois euros

Rui Marote em Sófia (Bulgária)

FOTOJORNALISTA_VIAGENS_(FN)_byDM (2)

bulgaria

O sol e o céu azul brilhante tornavam a montanha mais bela, e muito convidativa, portanto, uma deslocação a Vitosha, a estância coberta de neve.

bulgaria

Tivemos curiosidade em saber o que fazem as famílias búlgaras numa visita a uma das montanhas mais altas da Europa, durante um fim-de-semana. Conclusão: informámo-nos de como o povo se desloca a essas pistas de esqui e quais os meios de transporte. Mãos à obra: primeiro o metropolitano, depois o autocarro durante uma hora e dez minutos. Os mesmos transportes foram usados no regresso.

bulgaria

Para a ida e volta, desembolsámos a módica quantia de quatro lev, que nada mais são do que dois euros. Durante o percurso, interrogávamo-nos: os madeirenses no fim-de-semana vão ao Fórum Madeira e ao Madeira Shopping utilizando os serviços dos Horários do Funchal e desembolsam por ida e volta dois euros e setenta por um percurso de ida e volta de 30 minutos.

bulgaria

Observámos famílias completas a praticar o esqui, avós já com alguma idade acompanhados de netos de três e quatro anos, devidamente equipados para iniciar a modalidade.

bulgaria

Os instrutores afadigam-se a ensinar aos jovens esquiadores os primeiros passos, como se deslocar e se equilibrar em cima dos esquis.

SONY DSC
Casais jovens com bebés devidamente agasalhados iniciavam em trenós o baptismo da montanha e da neve.

Fora dessas pistas de iniciação, os mais aventureiros, que já dominam bem este desporto, procuram zonas isoladas para dar azo às suas acrobacias.

bulgaria

No regresso a Sófia, o autocarro veste-se no seu interior de tons multicolores, do vestuário e dos aparelhos que usam os esquiadores. A beleza da neve e o entusiasmo da prática desportiva e lúdica oferecem um divertimento que anima muito os dias frios do Inverno.

bulgaria bulgaria