Conferências sobre Segurança: General ajusta meios às necessidades que aparecerem

cristina 1(* Cristina Costa e Silva) / Terminaram esta manhã, no Museu de Imprensa da Madeira, as conferências de Segurança e Defesa, que durante dois dias reuniram governantes, militares e docentes universitários.
Marco Serronha falou ao jornalistas no final dos trabalhos subordinados às “Particularidades Geopolítica e Geoestratégicas da RAM no pensamento da Grande Estratégia Nacional” e no que ficou para refletir. O general, Comandante Operacional e da Zona Militar da Madeira, realçou a qualidade das várias conferências e particularmente dos conferencistas, mas também o interesse que as mesmas despertaram junto da comunidade local, pois a sala do Museu esteve composta durante os trabalhos que eram abertos ao público.
Os dois grandes objectivos que traçou foram alcançados: estimular as questões da estratégia e a interacção com a grande estratégia do pais, por se tratar de um todo e, por outro, fazer com que esta não tenha sido uma iniciativa isolada e que sirva, som, como pontapé de saída para outros encontros. Contudo, alertou o general, não se pode descurar a ligação entre as regiões autónomas e uma grande estratégia nacional que venha a ser seguida. Satisfeito por ter visto jovens entre a plateia, Marco Serronha reforçou o interesse da comunidade nos temas.
Por outro lado, questionado sobre a insuficiência de meios, sobretudo da Marinha, atribuídos à Zona Económica Exclusiva Da Madeira, como de resto foi focado ao longo das conferências, o general referiu que essa é uma equação permanentemente à procura de resultado, alertando que “temos sempre de encontrar o equilíbrio entre a capacidade financeira nacional” e a velha máxima de que o óptimo é inimigo do bom. Ou seja, “não podemos ter as capacidades todas de um momento para o outro, até porque não temos dinheiro”. O que tem de haver sempre é a capacidade de dar a volta às falhas que vão aparecendo e ir compondo o nosso sistema de forças com as capacidades necessárias para fazer face a situações no futuro”.
O Representante da República para a Madeira presidiu à sessão de encerramento.
cristina 2
Título sugerido General ajusta meios às necessidades que aparecerem