Projeto “Segurança em Casa, na Rua e na Escola” de volta à sala de aula

escola da ajuda1No âmbito do projeto “Segurança em Casa, na Rua e na Escola”, realizou-se esta terça-feira uma intervenção na Escola Básica do 1.º Ciclo com Pré-Escolar da Ajuda, com a participação dos alunos, professores e funcionários.

Trata-se da primeira iniciativa deste ano letivo, assinalando o regresso do projeto às escolas da Região, numa parceria entre a Secretaria Regional de Educação, o Serviço Regional de Proteção Civil e a Associação Insular de Geografia.

As intervenções são realizadas por técnicos destas instituições, em que se dinamizam um conjunto de atividades relacionadas com a segurança e com a emergência.

O projeto “Segurança em Casa, na Rua e na Escola” pretende a criação de hábitos e de uma cultura de segurança em toda a comunidade escolar – alunos, docentes, não docentes e encarregados de educação – assim como da comunidade local, e prevê ações de sensibilização acerca da temática da prevenção e emergência face aos riscos tecnológicos e naturais, assim como exercícios de evacuação e ainda jogos alusivos às regras de segurança em situações de emergência.

Este tipo de intervenção reveste-se de grande importância, pois o treino de algumas situações de emergência contribuem para desenvolver comportamentos e procedimentos apropriados perante essas situações em todos os elementos da comunidade escolar e local.  

Durante este mês de novembro, outras escolas receberão a intervenção do projeto. A 9, segunda-feira, será a vez  das Escola Básica do1.º Ciclo com Pré- Escolar da Vargem e da Escola Básica do 1.º Ciclo com Pré-Escolar do Covão, ambas no Estreito de Câmara de Lobos. 

Para o dia 18, está marcada a intervenção na Escola Básica do 1.º Ciclo com Pré-Escolar do Galeão e a Escola Básica dos 2.º e 3.º Ciclos Dr. Eduardo Brazão de Castro , em S. Roque.

Já a 25 de novembro, o projeto estende-se ao Conservatório – Escola Profissional de Artes, no Funchal.

De referir que foram já realizadas 510 intervenções em escolas públicas e privadas, dos vários concelhos e níveis escolares da RAM, abarcando um universo de cerca de 27.300 pessoas.