MPT a favor de políticas que travem a emigração de jovens

mpt educação
Foto DR

O Partido da Terra (MPT) esteve hoje junto à Secretaria da Educação a fim de reivindicar políticas que vão de encontro às necessidades dos jovens madeirenses.

Segundo o MPT há um elevado número de jovens que se encontram em situação de desemprego, muitos após dispensarem largos anos em formações com pouca ou nenhuma ajuda por parte do governo quer nacional quer regional e muitos vêem-se obrigados a emigrar à procura de melhores condições de vida.

O Partido da Terra entende que as políticas de emprego existentes não são suficientes e que muitas vezes são até mesmo deficientes.

“Referimo-nos por exemplo aos estágios que na grande maioria não são transformados em contratos de trabalho. O que acontece é que o jovem trabalha e independentemente de exercer um bom trabalho e ser até necessário para a empresa/instituição é «descartado» ao fim do estágio e vão buscar outro estagiário”, denuncia o partido.

O MPT entende que a base do programa estágio é boa mas que as empresas não estão a usá-lo para posteriormente contratar os jovens mas sim para usufruir das suas competências e qualificações a custos muito reduzidos.

“Muitos dos pais destes jovens investiram dinheiro na formação dos seus filhos, apesar de muitas vezes também eles se encontrarem em situação de desemprego”, revela.

Segundo o MPT “é legítimo a revolta destes jovens e pais, contudo o Partido da Terra apela a estes jovens e a estes pais que nos confiem o seu voto pois comprometemo-nos a investir em políticas de emprego e teremos especial atenção pelos jovens, porque ao contrário do Senhor Passos Coelho não incentivamos nem queremos os nossos jovens a Emigrar”.

Amanhã, dia 25, o MPT fará uma acção de campanha junto à Sede do Partido Social Democrata, na Rua dos Netos.