CDU defende direitos dos reformados e pensionistas

cdu

A candidatura da CDU pelo Círculo Eleitoral da Região Autónoma da Madeira às Eleições para a Assembleia da República de 04 de Outubro dedicou as suas actividades de hoje, terça-feira, dia 22 de Setembro de 2015, à zona sudoeste da Ilha da Madeira, dando especial destaque à questão dos direitos dos reformados e pensionistas.

O dia de campanha da CDU privilegiou o contacto directo com as populações do concelho da Calheta, uma zona que, à semelhança de outras áreas predominantemente rurais, apresenta um alto índice de envelhecimento populacional. Dada esta situação, a Candidatura da CDU à Assembleia da República focou a questão dos direitos dos reformados e pensionistas, um dos grupos sociais mais afectados pela “ofensiva perpetrada pela direita” ao longo dos últimos anos, e que conheceu um especial impulso com “a capitulação perante a Troika estrangeira e a imposição de medidas particularmente gravosas para os trabalhadores e para as populações, medidas essas que contribuíram para aumentar a pobreza e a asfixia económica sobre as famílias”.
Se hoje as reformas e pensões são cada vez mais insuficientes para fazer face às despesas e às necessidades, tal, na perspectiva da CDU, deve-se ao rumo de desastre seguido por PS, PSD e CDS; se hoje os reformados são obrigados a pagar IRS, tal deve-se à pesada carga fiscal imposta pelo Governo PSD/CDS, “em conluio” com o PS.
Sendo Portugal um dos países da União Europeia onde os reformados e os pensionistas auferem dos rendimentos mais baixos, e porque aqui também se fazem sentir os impactos da baixa natalidade e do progressivo envelhecimento da população, urge garantir mais e melhores condições de vida para este importante segmento da população, defende o partido.
Não podemos igualmente esquecer que, nos dias de hoje, e face aos efeitos da austeridade imposta por PS, PSD e CDS, muitas famílias dependem dos já parcos rendimentos resultantes das reformas e pensões para a sua sobrevivência. É por isso que, a par de outras medidas que a CDU tem vindo a defender para enfrentar a actual situação de empobrecimento e de crise, há que lutar para que os direitos dos reformados e pensionistas sejam efectivamente respeitados e valorizados.
Com mais CDU na Assembleia da República, iremos reforçar o esforço de luta e reivindicar mais direitos e mais dignidade para os reformados e pensionistas, prometem os responsáveis desta coligação política entre PCP e Verdes, nomeadamente o candidato Ricardo Lume.