Líder do CDS visita PJ e destaca segurança como ativo turístico

DSC03710
A reunião com a PJ. Foto CDS-PP.

A segurança como um ativo turístico para a Região, foi uma das abordagens da candidatura do CDS/PP Madeira à Assembleia da República com os responsáveis do Departamento da Polícia Judiciária (PJ) na Madeira.

Em mais uma ação de pré-campanha eleitoral para as eleições de 4 de outubro, José Manuel Rodrigues deslocou-se às instalações da PJ para conhecer a realidade daquela polícia de investigação criminal.

“Gostaria de deixar uma palavra de apreço à PJ pelo excelente trabalho que tem vindo a realizar na Madeira, fazendo com que a criminalidade tenha vindo a baixar e a segurança seja hoje um dos principais ativos que a Madeira e o Porto Santo podem ‘vender’ como mais-valia económica e turística”, destacou o candidato e presidente do CDS/PP Madeira. “Não podemos baixar a guarda, temos que continuar a combater a criminalidade, mas é um fato que o rácio criminalidade/população é baixo.”

A sede regional da PJ tem um significado especial para José Manuel Rodrigues. Foi por proposta sua, enquanto deputado na Assembleia da República, que a polícia de investigação criminal se transferiu do Palácio da Justiça para a Rua Coronel Sarmento, antigas instalações da RDP. “Isto revela que os deputados do CDS/PP, eu e o Rui Barreto, quando chegam à Assembleia da República não têm nenhum compromisso com nenhum primeiro-ministro, nenhum governo, nenhuma coligação, o nosso compromisso é com os madeirenses e porto-santenses”, sublinhou.

Já durante esta tarde, o candidato manteve uma outra reunião de trabalho com o diretor do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) com quem abordar o escaldante e sensível tema dos refugiados.