Uvas de plástico na apresentação da Festa das Vindimas

SONY DSC
Foto Rui Marote

O secretário regional da Economia, Turismo e Transportes deu uma lição de descentralização de eventos ao divulgar as festas do Vinho Madeira, numa quinta do Estreito de Câmara de Lobos. Boa visão de Eduardo Jesus, afinal não é só no Funchal onde tudo acontece.

No entanto, o Estepilha tem um reparo pedagógico a fazer à decoração da bonita mesa da conferência de imprensa. As indispensáveis uvas que a decoravam eram de plástico. Imagina-se que as parreiras poderão ainda ter uvas esverdeadas. Mas seria melhor apresentá-las no seu estado natural.

A cópia é sempre grosseira e desnecessária num evento de grande tradição e muito bem promovido no local de grande produção como o Estreito. A intenção terá sido a melhor mas num chão de uvas como Câmara de Lobos há muito por onde escolher. O Estepilha recomenda que se lime gradualmente estes aspetos em nome da qualidade, afinal, só não falha quem nada faz.