Judoca Leandra Freitas processa Nacional

leandra1
Leandra Freitas vinculou-se ao Nacional em Janeiro de 2010. Fotos CDN

25.989,04€ é o valor da acção cível movida pela judoca Leandra Freitas contra o Clube Desportivo Nacional (CDN).

O processo entrou a 17 de Junho último na Secção Cível da Instância Local do Funchal.

O Funchal Notícias desconhece os motivos pelos quais Leandra José Romão Freitas processou o Nacional mas as causas não deverão andar longe de verbas reclamadas pela atleta por conta da sua passagem pelo clube alvi-negro.

Leandra Freitas foi anunciada como atleta do Nacional em Janeiro de 2010, vinda do Judo Clube do Algarve, num vínculo que se manteve, inicialmente, até 2012.

Mas as coisas não correram bem para a ex-campeã europeia de juniores em 2007 de -48 kg.

Por um lado, o CDN não tinha tradição no judo e faltava-lhe, inclusive, um espaço para a modalidade que veio a criar no Estádio da Madeira.

Por outro lado, em Março de 2013, estalou uma polémica entre o CDN e a Federação Portuguesa de Judo por a atleta ter sido desconvocada

Depois da quebra do vínculo com o Nacional, Leandra Freitas passou a representar o Clube de Judo de Torres Novas, o que aconteceu, integrada na selecção nacional, já por ocasião dos recentes jogos europeus, em Baku, Azerbaijão.