Referendo hoje decide futuro da Grécia

tsipras
Tsipras já votou e faz fé no “não”. Foto in “Notícias ao minuto”.

A Grécia vive hoje um momento histórico: é dia de referendo, é dia de dizer sim ou não às políticas de austeridade da União Europeia. 10 milhões de gregos têm a oportunidade de se pronunciar hoje, até às 17 horas, hora de Portugal, sobre o seu futuro no contexto europeu.

O atual governo grego pretende que os gregos expressem claramente um “não” às medidas draconianas dos ministros das finanças da zona Euro, em particular da Alemanha, esperando assim que a Europa seja mais branda nas suas propostas para aguentar financeiramente os gregos.

O Primeiro Ministro Grego Tsipras já votou hoje e apela claramente ao “não”.

A situação financeira da Grécia é de extrema gravidade. Em questão, segundo o governo, não está o facto de os gregos querem sair da zona euro mas negociar um pacote de medidas que sejam suportáveis, uma vez que os gregos têm vivido em austeridade há vários anos.

A União Europeia está contra esta consulta popular e apreensiva com a estabilidade futura da zona euro. Acreditava que levava a melhor no plano das arrastadas negociações, mas os gregos quiseram dar a palavra ao povo.