Amanhã decide-se se Miguel Albuquerque será ouvido sobre caso BES

elvio-sousa-jpp-006
Integra já a ordem de trabalhos da 1ª Comissão Especializada Permanente, de Política Geral e Juventude, agendada para amanhã, dia 19 de maio, a apreciação do requerimento de audição parlamentar, da autoria do JPP, com a presença do presidente do Governo Regional da Madeira.

Ficará assim deliberado na reunião se, efetivamente, Miguel Albuquerque será ouvido sobre o caso BES, relativamente às recentes noticias do semanário SOL, nomeadamente, a avenças que foram pagas pelo Banco Espirito Santo, a um membro do Governo de Jardim, “sem que para isso houvesse aparentes contrapartidas”.

“Após o polémico caso em torno da gestão danosa do BES, com um prejuízo, em 2014, na ordem dos 3577 milhões de euros, e com a constituição do Novo Banco, a própria comissão de inquérito do BES questionou o que seriam estas avenças e a quem seriam pagas, perguntas que continuam sem resposta.

Entende por isso o JPP ser pertinente ouvir, junto do Presidente do Governo Regional, outra versão dos factos, em que fique esclarecido toda a situação, como forma de transparência entre cidadãos eleitores e cidadãos eleitos.”