Nova Assembleia deixa deputados do Bloco de Esquerda sem gabinete e a trabalhar no café

SONY DSCUm dia após a instalação oficial da Assembleia Regional, há partidos da oposição que estão a trabalhar em casa ou no café. Apesar dos ventos que sopram do Parlamento serem de mais arejada Democracia, alguém parece ter-se esquecido ou atrasado na preparação dos gabinetes para os grupos parlamentares da oposição, saídos das eleições de 29 de março.

Após a JPP ter feito a mesma crítica, o Funchal Notícias apurou que também o Bloco de Esquerda continua sem espaço na Assembleia. Roberto Almada e Rodrigo Trancoso já avançaram com algumas iniciativas -vide em madeira.bloco.org – mas estiveram “a trabalhar num café das redondezas do Parlamento”.

Acontece que o descontentamento dos bloquistas não se fica por aqui. Roberto Almada explica que foi informado pelo secretário geral da Assembleia “que estava reservado o mesmo gabinete” que desocuparam há quatro anos quando apenas tinham um deputado, o que motivou a recusa, com o seguinte argumento: “Como é possível nos quererem atribuir um gabinete, que ocupávamos, quando tínhamos um deputado, agora que temos 2? Uma trapalhada. Há 4 anos, quando perdemos o deputado, tivemos que desocupar o gabinete uma semana antes dos novos deputados tomarem posse. Agora, queremos trabalhar e… temos que trabalhar no café ou em casa!”.