PJ deteve indivíduo que enviou carta com uma bala a Marcelo Rebelo de Sousa

A Polícia Judiciária, no âmbito de inquérito titulado pelo DIAP de Lisboa procedeu hoje à detenção fora de flagrante delito, de um indivíduo suspeito da prática dos crimes de coação agravada, de extorsão na forma tentada e de detenção de arma proibida.

Os factos em apreço remontam ao passado dia 26 de Outubro, através de carta dirigida pelo suspeito ao Presidente da República, com ameaças de morte e tentativa de extorsão, contendo no seu interior uma munição de arma de fogo.

Uma aturada investigação por parte da Unidade Nacional Contra Terrorismo, permitiu chegar à identificação do presumível autor da prática dos mencionados crimes, tendo nesta data sido realizada uma busca à residência deste, e a apreensão de vários elementos de prova.

O suspeito, possuidor de vastos antecedentes criminais, será sujeito a primeiro interrogatório judicial tendo em vista a aplicação de medidas de coação, diz a PJ.