Já é conhecido o conto vencedor da 2.ª edição do Prémio Literário João Augusto d’Ornelas

Foto DR

O conto vencedor da 2.ª edição do Prémio Literário João Augusto d’Ornelas, promovido pela Câmara Municipal de Câmara de Lobos, foi revelado. «Após a análise dos trabalhos a concurso, o júri, constituído por três elementos de reconhecido mérito e idoneidade, nomeadamente, Francisco Fernandes, Lília Mata e Laura Moniz, deliberou, por unanimidade, propor a atribuição do Prémio Literário João Augusto d`Ornelas, 2022, ao conto intitulado “O Homem que Olha o Mar”, da autoria de Gabriel Almeida Vilaça, jovem de 18 anos de idade, morador na cidade de Braga.», refere a autarquia em nota de imprensa.

Segundo o painel de jurados, o conto vencedor «destaca-se pelo facto de o autor ter utilizado recursos narrativos que redundam num texto em que qualidade literária, coerência, coesão e originalidade se fundem de forma inequívoca numa escrita que revela sensibilidade, mestria e conhecimento profundo da realidade humana retratada.»

Mais deliberou o júri «propor a atribuição de menções honrosas aos contos “Cepa Velha”, de Paulo Jorge Reis Mourão, natural de Vila Real, que apresentou uma narrativa que valendo-se da personificação, relata o ciclo da vida das vinhas, indissociável ao labor dos homens e das suas labutas e vivências quotidianas, e “A Mulher do Pelourinho”, de Óscar Gomes Fernandes, natural do Caniço, que evoca no seu conto uma época de mentalidades conservadoras e um olhar que se debruça sobre a busca de identidade de uma das personagens. O léxico madeirense e expressões locais, usadas neste conto, conferem verosimilhança à mundividência retratada que se desenrola a par com disparidades entre classes. O duplo desfecho final desta escrita confirma a sua qualidade ficcional.

Foram entregues ao júri para apreciação, catorze candidaturas, as quais foram analisadas conforme o regulamento, designadamente, escritas em prosa, sob a forma de conto e redigidas em português, de tema livre, estando patente no enredo, direta ou indiretamente, no mínimo, uma alusão às vinhas e/ou vinho Madeira, cuja cultura é uma marca da freguesia do Estreito de Câmara de Lobos.

O vencedor do Prémio Literário João Augusto d`Ornelas, nesta 2.ª edição, receberá um valor monetário de 1500 euros, que será entregue durante uma sessão cultural pública, a realizar no Município de Câmara de Lobos, a anunciar brevemente. O trabalho vencedor, com o 1.º prémio, e as menções honrosas, serão editados em livro.»