Estepilha: fomos ouvidos… a lancha Ecomar está em São Lázaro…

Rui Marote
O “Estepilha” foi ouvido. Caso para dizer “oremos, Senhor”. A lancha adquirida pelos portos há 14 anos, com recurso aos fundos comunitários e que se destina à recolha e armazenamento de detritos flutuantes, com separação e retenção de hidrocarbonetos, já está no Funchal. A situação de aparente abandono da lancha foi denunciada pelo FN em Maio deste ano.
Foram 127.000 euros para estar bastante tempo em “exposição” no Caniçal ao sol e chuva em cima do pontão de atracação, sem qualquer actividade. A lancha, que foi transportada por via terrestre, encontra-se agora em doca seca para pintura e reparações. Um dos cascos de proa está amolgado, como documenta a foto.
Este ano, os portos recorreram duas ou três vezes a um bote de borracha na marina, junto à lota e também junto à rampa do “Lobo Marinho”, para recolha de detritos da ribeira de S. João, que em dias de grandes chuvadas foram arrastados até ao mar.
O Inverno, entretanto, está a chegar. Que a reparação seja rápida e a “Ecomar” não volte a estar em exposição em São Lázaro, é o que desejamos.