Jorge Carvalho elogia adesão cada vez maior das escolas ao funcionamento por semestres

Segunda vacina para professores? Tudo dependerá das decisões da Saúde. Fotos FN.

O próximo ano letivo manterá todos os princípios e regras implementados no ano anterior.  Quem é o diz é o secretário regional da Educação, Ciência e Tecnologia. Segundo Jorge Carvalho, “foram decisões acertadas que permitiram o funcionamento presencial da generalidade das aulas nos diferentes ciclos de ensino e com um ensino à distância que foi capaz de responder às necessidades das escolas”.

Falando ao FN à margem da cerimónia do Dia Internacional da Juventude, Jorge Carvalho mostra-se confiante no futuro. Com serenidade, e pelos dados que já dispõe das escolas, há motivos para encarar o ensino com grande confiança. “A preparação do próximo ano letivo faz-se com normalidade. Com agrado, registo o facto de ter cada vez mais escolas a aderir a um conjunto de iniciativas, particularmente a organização do ano letivo, em que temos um cada vez maior número de escolas a organizarem-se em semestres, o que nos parece o ideal. É o ideal porque permite que toda a atividade educativa e escolar com períodos mais dilatados para o processo de ensino-aprendizagem”.

Quanto à possibilidade de os professores poderem ser vacinados segunda vez, Jorge Carvalho mantém o princípio de deixar com as autoridades de Saúde as decisões ao nível da gestão pandémica e da prevenção. “Estamos prontos para podermos colaborar e organizar as escolas e todo o staff educativo naquilo que sejam as decisões emanadas pelas autoridades de saúde”, adiantou.