Rui Barreto diz que formação é muito importante para motoristas

O secretário regional da Economia considerou hoje que a “formação é muito importante para a valorização dos motoristas” pois estes são o “rosto principal do transporte colectivo de passageiros no atendimento, na segurança e na prevenção rodoviária”.

Rui Barreto falava no início dos trabalhos do curso de prática simulada para motoristas dos transportes públicos de passageiros da Região, promovido pela Direcção Regional e Economia e Transportes Terrestres em parceria com o IPTL, no qual participaram 17 formandos da Madeira e do Porto Santo.

O secretário regional salientou que o transporte colectivo de passageiros na Região vai entrar uma fase de “enorme revolução”, lembrando que “iniciamos o processo do Concurso Público Internacional de Transportes que ficará concluído até ao final do ano”.

“Vamos ter uma rede de transportes integrada com os diversos operadores, com um passe único, com uma renovação da frota muito mais confortável e muito mais tecnológica, ao nível do melhor que temos na Europa”, afirmou.

Rui Barreto disse que a Região está a fazer avanços significativos para tornar os transportes públicos “mais apetecíveis, mais modernos, mais tecnológicos, mais simples e mais baratos”, numa lógica de responsabilização ambiental e de descarbonização da economia, com viaturas mais modernas, mas com menos emissões de Co2 e, no caso do Porto Santo, com a exigência de serem viaturas cem por cento eléctricas.

A formação ‘E-Motorista’ é financiada pelo projeto Civitas Destinations. A acção é desenvolvida em colaboração com as operadoras de transporte público da Região – SAM; EACL; Rodoeste e Moinhos Rent-a-Car.

O objectivo é dotar os motoristas de transporte coletivo de passageiros de novos conhecimentos nas áreas da comunicação e relação interpessoal; atendimento; gestão de conflitos/reclamação; saúde, segurança e higiene no trabalho e na condução de veículos.

O curso foi concebido para um universo de 100 motoristas, é de acesso gratuito, e tem uma componente teórica e prática que será leccionada em contexto B– learning, com uma duração de 24 horas por cada grupo de 17 formandos, sendo 4 horas em contexto presencial.

As aulas à distância serão realizadas através da Plataforma Moodle do IPTL – Instituto de Transportes e Logística da Madeira.  Quanto às aulas presenciais, são realizadas a bordo de um autocarro de uma das operadoras de transporte, equipada com Wi-Fi, para assegurar que os motoristas residentes na ilha do Porto Santo possam assistir em tempo real à realização da prática simulada.