JPP convida Rui Barreto a constatar realidade dos empresários da Zona Velha

O JPP foi à Zona Velha do Funchal falar com os empresários ligados à restauração, bar e similares, que têm sido amplamente afectado pela actual situação pandémica, e desafiou o secretário regional da Economia, Rui Barreto, a visitá-los e a constatar a realidade que vivem.

“Dos 190 milhões de euros que o secretário regional da Economia refere que foram disponibilizados para apoiar as empresas e o sector privado, cerca de 40% deste sector não recebeu qualquer tipo de apoio”, referiu Élvio Sousa.

O deputado lembrou que as micro e pequenas empresas são o “garante da empregabilidade regional” mas, embora a sua importância, “o Plano de Recuperação e Resiliência, com mais de 580 milhões, vem, principalmente, para engordar o sector público”.

“Neste momento são precisas verbas a fundo perdido para as empresas, de forma a garantir os postos de trabalho e a sustentabilidade da economia”, defendeu o líder parlamentar.

“É preciso”, defendeu, que o governante com a pasta da Economia “venha deitar-lhes a mão. É preciso que saia do escritório” desafiou o deputado.

Élvio Sousa refere ser fundamental a criação de um programa de emergência económica: “Deve ser o senhor Governo a ir ao encontro das empresas e não o contrário. Tem de haver equipas técnicas, recursos humanos, que apoiem os empresários nas candidaturas de apoios, de uma forma desburocratizada”.

“Um Governo que quer manter a economia viva, não pode esquecer este sector”, necessitando de dar o apoio técnico e verbas a fundo perdido no sentido de aliviar os problemas que estes empresários têm porque, manter as empresas é manter os postos de trabalho, postula o JPP.