CMF vai assinalar o centenário da 1ª Travessia Aérea Lisboa-Funchal

A Câmara Municipal do Funchal apresenta, na próxima semana, um programa de comemoração do Centenário da 1.ª Travessia Aérea Lisboa – Funchal, que a edilidade reputa como “uma efeméride de grande valor para a cidade e para a Região, e que contará com a Força Aérea e o Museu do Ar como parceiros oficiais das comemorações”.

“No dia 22 de Março de 1921, o hidroavião Felixtowe F-3, de fabrico britânico, comandado pelo capitão-tenente Sacadura Cabral e pelo capitão-de-mar e guerra Gago Coutinho, ajudou a fazer com que a Madeira se abrisse ao mundo no novo século”, recorda a Câmara do Funchal. O presidente Miguel Gouveia sublinha que “dada a importância deste feito para uma Região insular e ultraperiférica, o Município não poderia deixar de assinalar esta data incontornável, que foi um virar de página, um momento que aproximou o Funchal de Lisboa e da Europa, revestido até hoje de um simbolismo especial.”

“Só com uma tripulação verdadeiramente corajosa e tenaz, então composta por Sacadura Cabral, Gago Coutinho, Ortins Bettencourt e Roger Soubrian, foi possível concretizar este voo, que se tornou um marco na História de Portugal e da Aviação. Procuraremos, assim, contar um pouco da história da travessia e dos seus protagonistas, pois só podemos valorizar aquilo que ficamos a conhecer”, acrescenta o edil.

“Mais do que uma aventura, ou um episódio histórico, esta viagem representou para os madeirenses um importante contributo nas nossas relações com o resto do mundo e uma rota para inúmeras oportunidades de desenvolvimento que haviam de se suceder. É com orgulho e gratidão que o Funchal assinala este centenário de uma forma participada e pedagógica, preservando a memória deste legado”, refere ainda Miguel Gouveia.

O programa previsto inclui uma exposição no átrio da Câmara Municipal do Funchal, baseada em objectos históricos, tais como o próprio hélice do hidroavião original, e ainda casacos, óculos, luvas e equipamentos originais, bem como documentos e fotos que ilustram este acontecimento, e que poderá ser visitada de 22 de Março a 22 de Abril. De forma a conhecer melhor esta história e os seus protagonistas, a autarquia elaborou, igualmente, um livreto informativo que será apresentado no dia de inauguração do evento, quando a travessia celebra o seu centenário.

No dia 24 de Março realizar-se-á um Webinar na página oficial de facebook da CMF, com oradores que ajudarão a compreender a importância deste feito, nomeadamente a Capitão da Força Aérea Luísa Abreu, docente na Academia da Força Aérea e Conservadora no Museu do Ar; o historiador Rui Carita, professor catedrático da Universidade da Madeira, coronel de Artilharia na reforma e especialista em património militar português; e Francisco Faria Paulino, apresentado como historiador e especialista em Aeronáutica e Administração Militar, coronel da Força Aérea na reforma e ex-coordenador das comemorações dos 500 Anos da Cidade do Funchal.

Finalmente, para perpetuar esta efeméride, será descerrado, no dia 26 de Março, um marco comemorativo, em plena Avenida do Mar.