Estepilha: Condecorações de São Jorge voltam a ser notícia quatro meses depois…

Rui Marote

Quatro meses depois, dois matutinos regionais fizeram ampla reportagem com as condecorações impostas pelos militares a diversas personalidades da RAM. Caso para dizer “deu a louca na Farinha Amparo”! Hoje ninguém sabe o que foi feito desse produto, que serviu para muitos chavões na linguagem quotidiana. “Dar a louca” foi uma antiga campanha deste produto de “trigo limpo”. E aplica-se às mil maravilhas a este caso. Hoje há quem tenha os”fusíveis queimados”, talvez pelos efeitos do coronavírus sobre o cérebro, de que mais e mais especialistas vão falando…

Em 24 de Julho do ano em curso decorreu no Comando Operacional da Madeira uma cerimónia de implantação de novas capacidades técnicas, e que serviu para imposição de condecorações de São Jorge a várias personalidades. Ora não é que quatro meses depois, isto volta a ser notícia em dois diários?
Estepilha, passados cerca de quatro meses dois matutinos regionais voltam à carga com ampla reportagem sobre a imposição das mesmas medalhas, nas suas edições de 13 e 14 de Novembro, com fotos dos homenageados ao quadrado. A notícia, que já tem barbas caiu nas redacções como se tratasse de uma “cacha” jornalística que levou o outro matutino a publicar “o caixote” que já tinha mofo! Um cego não pode conduzir outro cego, ambos vão precipitar-se no abismo… Homenageados duas vezes!