Portugal novamente na lista negra do Reino Unido; regiões autónomas “safam-se”

O turismo britânico pode continuar a fluir para a Madeira sem ter de fazer quarentena no regresso (foto Rui Marote)

A Grã-Bretanha acaba de colocar novamente Portugal na lista dos países cujos visitantes terão de fazer quarentena no regresso. Porém, tal refere-se apenas a Portugal continental, refere a BBC: as regiões autónomas escapam desta classificação que ninguém quer, e que voltará a prejudicar seriamente o turismo no Algarve e noutras zonas que dele dependem.

A quarentena para os passageiros britânicos que regressem ao Reino Unido entra em vigor no sábado, algumas semanas depois de Portugal ter sido colocado na lista dos países seguros. O país de Gales e a Escócia já tinham imposto duas semanas de isolamento.

“Portugal, um dos destinos mais populares de férias do Reino Unido, foi excluído das regras de quarentena a 22 de Agosto”, lembra a BBC. “Mas desde então os níveis de infecção têm estado a subir. Tem agora 28,3 infecções por 100 mil pessoas, acima do limite de 20 para 100 mil pessoas que o Reino Unido geralmente usa para adicionar países à lista da quarentena”, refere esta fonte noticiosa.

O secretário dos Transportes, Grant Shapps, disse que devido a novos dados, o governo foi capaz de avaliar as taxas de infecção das ilhas portuguesas separadamente do continente.

Entretanto, a Suécia foi isentada da quarentena para o país de Gales, Inglaterra e Escócia.