Albuquerque refere que situação de Covid-19 no Porto Santo está “controlada”

O presidente do Governo Regional constatou hoje que “surgiu algum alarmismo no Porto Santo” por causa de casos de infecção por Covid-19, mas considerou que a situação de monitorização e de controlo naquela ilha “está concretizada, num trabalho mais uma vez excelente dos serviços de saúde” da localidade. O governante falava à margem de uma visita à obra de repavimentação da Estrada da Boca da Corrida, na freguesia do Jardim da Serra, acompanhado pelo presidente da Câmara Municipal local, Pedro Coelho. O investimento do GR foi de 200 mil euros, no âmbito da Lei de Meios.

Albuquerque explicou que o que se passou foi que uma senhora entrou na Madeira no dia 5 de Agosto, trazendo um teste negativo, foi dois dias depois de barco para o Porto Santo, e lá permaneceu alguns dias, tendo depois depois de regressar a Lisboa detectado que estava infectada, após análise num Hospital. Durante a sua permanência no Porto Santo desenvolveu alguma sintomatologia. Entretanto, os serviços regionais de saúde do Porto Santo estão a testar os contactos mais próximos dessa senhora. “Não vai haver qualquer cadeia local de transmissão. Quero acalmar as pessoas, a situação está controlada”, declarou. Trata-se, referiu, de situações que podem surgir.

Albuquerque disse que é normal que possam continuar a surgir casos importados, e é por isso que se utiliza a App de monitorização no Aeroporto do Funchal, que “tem funcionado muito bem”.

Numa outra perspectiva, e relativamente ao crescimento da actividade turística na Madeira, Miguel Albuquerque declarou que começam a surgir marcações relativamente ao mercado inglês, embora não se trate de nenhuma subida abrupta, como ninguém esperava que fosse. Por outro lado, referiu, o mercado alemão continua a crescer, trazendo uma “boa perspectiva”.