Iglesias diz que a alteração dos artigos da Lei de Finanças só no Orçamento Suplementar; Jaime Filipe Ramos diz que essa é uma declaração de voto contra a Madeira

O líder parlamentar do PS na Assembleia Regional disse hoje que a alteração dos artigos da Lei de Finanças Regionais só é possível em sede de orçamento suplementar, uma delaração que motivou reação de Jaime Filipe Ramos, considerando-a indiciadora que o voto do PS na Assembleia da República, a propostas da Madeira visando a garantia de apoio para a Região já, será contra.

Miguel Iglesias considerou que “não deixa de ser estranho continuarmos aqui com a narrativa que não vem qualquer ajuda do Governo da República, quando os factos demonstram precisamente o contrário. Já foi referido o atraso na linha dos 100 milhões apresentada pela Região. Mas por parte das linhas nacionais, já vieram verbas de apoio às empresas regionais.

O deputado socialista disse que Calado não falou a verdade ao Parlamento em diversos momentos, apontando o exemplo: “Quando assegurou que não havia qualquer pedido de indemnização por parte de empresas e a APRAM admite, agora, ter recebido um pedido de indemnização por parte de uma construtora. E já sabia disso há um mês”.