PCP preocupado com quebra na produção de cereja do Jardim da Serra

O PCP esteve hoje na freguesia do Jardim da Serra, em contacto com a população e agricultores, para abordar a brutal perda de produção de cereja naquela localidade em consequência dos impactos negativos provocados por condições meteorológicas extremas e negativas para aquela produção. A cultura da cereja é uma das produções mais importantes na freguesia do Jardim da Serra e segundo os produtores, para este ano estimam-se perdas de produção entre os 80 e os 90% da produção tida por normal.

Os produtores de cereja da localidade estãom preocupados, pelo que comportará a acentuada quebra de produção, em consequência das condições climatéricas que se têm feito sentir desde o início de 2020. No Jardim da Serra a actividade produtiva de cereja é bastante importante, como fonte de rendimento para muitas das famílias. A quebra de produção causará, deste modo, prejuízos elevados para a economia local e regional.

“Todo este quadro adverso cria previsíveis rupturas no tecido económico e social e coloca fortes ameaças à base de subsistência económica de muitas famílias do mundo rural nesta Região Autónoma”, consideram os comunistas.

A grande maioria daqueles agricultores não dispõe das condições exigidas a quem pretenda fazer seguro de colheitas. Os produtores de cereja e de ginja na Madeira são, maioritariamente, condicionados pela pequena agricultura e experimentam fragilidades próprias do universo dos micro e pequenos agricultores, explica o PCP.

Daí que, caso não existam apoios extraordinários para o sector com a finalidade de compensar as perdas de produção, poderá estar em causa o rendimento de muitas famílias, assim como a capacidade de garantir os investimentos necessários para as produções dos próximos anos.

O PCP considera, portanto, essencial que o Governo Regional proceda, através dos serviços competentes, ao levantamento da extensão das quebras de produção de cereja e de ginja em cada um dos produtores e em cada uma das localidades, adoptando um programa extraordinário para apoiar os agricultores/produtores de cereja e de ginja, de forma a que sejam assegurados apoios públicos supletivos para garantir níveis de rendimento e o potencial de produção para os anos vindouros.

O deputado Ricardo Lume solicitará a realização de uma audição parlamentar, com presença do secretário regional da Agricultura. no sentido de  apurar, na Assembleia Legislativa da Madeira, que medidas extraordinárias o Governo Regional pretende tomar para dar resposta aos produtores de cereja e ginja. Pretende ainda auscultar as associações representativas dos agricultores para apurar os reais impactos da quebra de produção de cereja e ginja na RAM.