“Noite do Mercado” já movimenta milhares de pessoas no centro do Funchal

A já clássica “Noite do Mercado” avança em força, com a Rua Fernão Ornelas e as artérias que circundam o Mercado dos Lavradores completamente cheias de gente apostada em fazer render a diversão nesta quadra natalícia. São muitas as pessoas que circulam pelo centro do Funchal, a convergir para esse centro nevrálgico que é o Mercado e as proximidades da zona velha. Na área, não faltam estabelecimentos, temporários ou abertos todo o ano, a fazer muito negócio com a venda de poncha e outras bebidas muito consumidas nesta época. Os gorros e demais enfeites de Pai Natal abundam, embora a “moda” não seja tão visível como em anos anteriores, e os madeirenses vêm também para ver e ser vistos, para visitar o Mercado ou simplesmente passear nas suas imediações, para comer uma sandes de carne de vinho e alhos ou simplesmente beber uma cerveja, ou mesmo para jantar já com o resto da noite programada e sempre a “bombar”.

Ouvem-se cantares populares a par com músicas popularuchas ou rockalhadas de trazer por casa. O que interessa é entreter. É a parte algo pagã duma época de celebração cristã que, hoje marcada pela diversão e pelo consumismo, constitui também uma oportunidade para muitos esquecerem por alguns momentos as suas pequenas desgraças quotidianas. E não falta também que o faça subindo dramaticamente o nível etílico no sangue. A Polícia, no entanto, permanece atenta e muitos agentes estão destacados para fiscalizar a cidade esta noite e tentar que tudo corra sem maiores incidentes. O estacionamento desordenado permanece um problema, com carros em cima dos passeios até para lá do Reid’s Hotel. Mas enfim, é Natal e ninguém (?) leva a mal.