Sara Cerdas exige respostas efetivas para o combate ao Cancro

A eurodeputada Sara Cerdas interveio ontem, em plenário, no debate sobre a ‘Luta Contra o Cancro’, para questionar quais as estratégias concretas que a Comissão irá adotar para reduzir os fatores de risco determinantes para o desenvolvimento da doença oncológica.

Na sua intervenção, a deputada madeirense ao Parlamento Europeu exigiu respostas. “Não basta estarmos em debates, precisamos de agir e implementar medidas. Os cidadãos querem resultados concretos e eficazes, querem um maior investimento na investigação para o cancro e no desenvolvimento de novas tecnologias de diagnóstico e de tratamento, bem como um melhor acesso aos fármacos.”

Em setembro, em Estrasburgo, Sara Cerdas já tinha intervindo em plenário no mesmo debate, onde defendeu mais apoios para a investigação científica. No entanto, a resposta obtida não foi, na sua opinião, suficientemente esclarecedora e, por isso, sentiu necessidade de reforçar e questionar novamente a Comissão.

Sara Cerdas pediu ainda à Comissão um trabalho mais articulado entre o Parlamento Europeu, através da sua Comissão Parlamentar ENVI, a Comissão Europeia e o Conselho, no sentido de mitigar a duplicação de esforços, com um melhor uso de recursos disponíveis e de forma a dar uma resposta eficiente aos cidadãos.

O cancro é atualmente a segunda causa de morte na Europa, sendo em 2018 foi responsável por 1,4 milhões de óbitos, número este em tendência crescente na última década. Destes casos, 30 a 50%, poderiam ser evitados através da redução de fatores de risco e da implementação de estratégias preventivas baseadas na evidência.