JPP aponta o dedo a António Costa por ainda não ter cumprido com o novo hospital da RAM

 

O JPP esteve em campanha no bairro da Nazaré, debruçando-se sobre uma das temáticas que tem sido bandeira deste mpvimento, a Saúde. Na ocasião, Hamilton Ascensão, candidato do JPP à Assembleia da República, recordou que para ter Saúde de qualidade é preciso ter uma consolidação financeira, com uma gestão rigorosa de todos os recursos, humanos e materiais.

“Sem isso”, defendeu, “não se consegue obter resultados positivos, nem cumprir objectivos”. Exemplificou com as listas de espera no sector, onde acredita ser necessário “criar mecanismos de fiscalização, a nível nacional, nomeadamente nas parcerias público-privadas. “É preciso averiguar se estas parcerias público-privadas têm de facto um custo-benefício positivo e se estão direccionadas para as pessoas e não para satisfazer alguns interesses pessoais.”

O candidato do JPP criticou, por outro lado, a falta de aposta nos cuidados de saúde primários. “A primeira linha de intervenção na saúde são os cuidados primários, sem isso a saúde da população fica muito pobre, é preciso mais investimento, quer seja na parte médica e enfermagem, quer na criação de infraestruturas que, como no caso do Centro de Saúde da Nazaré, viu a sua infraestrutura aumentar para dar resposta ao aumento populacional, mas este investimento tem de ser continuado e melhorado.”

Na Assembleia da República, o JPP promete questionar e defender o andamento do processo do Novo Hospital. “Houve uma recente promessa do Primeiro-ministro António Costa relativamente ao Novo Hospital, mas até hoje, não passou do papel e de palavras vãs. Não temos nenhum compromisso por parte da República e isso é mais uma questão que tem de ser levantada.”

“A Saúde tem de ter qualidade, tem que dar uma resposta à população num tempo útil, algo que não tem acontecido. Antes de tratar, é preciso prevenir. É uma função básica de qualquer Serviço de Saúde neste país. Investir na Saúde não pode ser visto como uma despesa, mas como um investimento, concluiu.