Partido Chega exige ao Instituto de Florestas que se oponha à asfaltagem da estrada das Ginjas

O partido Chega foi hoje entregar uma carta aos Diretor do Instituto das Florestas e Conservação da Natureza da Madeira por causa da estrada das Ginjas.

Na missiva o Partido CHEGA, exige que o IFCN, IP RAM, na qualidade de guardião da Laurissilva, não permita a asfaltagem da Estrada das Ginjas.

“Esta anunciada medida vem contra tudo o que se defende para os interesses da Madeira, pondo em causa um dos nossos maiores valores, que é a Laurissilva. Na melhor das hipóteses, esta estrada deve ser recuperada com o seu especto original, em calçada”.

A Laurisilva está ameaçada, e a própria UNESCO, pondera a continuidade da sua classificação como património da Humanidade.

O partido CHEGA tomará todas as medidas possíveis, para impedir este e qualquer atentado ao raríssimo património da Madeira.

O CHEGA está disposto a se juntar a todos os movimentos existentes que repudiam a atitude prepotente do governo atual, e vai denunciar este atentado à UNESCO, e irá até as últimas consequências para defender os interesses dos Madeirenses.