Morreu a mulher que deu o nome de uma orquídea a Snu Abecassis

Era uma cidadã inglesa conhecida e reconhecida na Madeira. Ultimamente tinha a seu cargo a estufa de orquídeas da Quinta da Boa Vista, no Funchal.

Simpaticamente tratada por Miss Garton ou Betty Garton, Elizabeth Hera Garton faleceu.

A missa realiza-se amanhã, sexta-feira, dia 23 de agosto, pelas 11 horas na Igreja Britânica, Rua do Quebra Costas, prosseguindo o seu funeral, após as cerimónias para cremação no cemitério de Nossa Senhora das Angústias, em São Martinho.

A jornalista Cândida Pinto conta no seu livro sobre Sá Carneiro que a Quinta da Boa Vista, de Miss Garton, era um dos refúgios do casal Sá Carneiro e Snu Abecassis.

Foi Miss Garton que cruzou espécies de orquídeas para criar a orquídea de haste, o híbrido Cymbidium «muito branca e com um lábio vermelho» e lhe deu o nome Snu.

Recorde-se que Elizabeth Garton nasceu em Lon­dres e mudou-se para a Madeira nos anos 60, na mesma dé­cada em que a dinamarquesa Snu chegou a Lisboa.

Foi no verão de 1980 que Miss Garton recebeu, pela primeira vez, na estufa o primeiro-ministro Sá Carneiro e Snu Abecassis.

E foi pela mão do antiquário João Caires que Sá Carneiro e Snu conhecerem a Quinta da Boa Vista.