Reabilitação histórica do Matadouro envolve polo de indústrias criativas e tem concurso até final do ano

Miguel Gouveia matadouro 2
Miguel Silva Gouveia também anunciou hoje “a criação de um Centro Integrado de Gestão Municipal de Acontecimentos em 2020″.

O presidente da Câmara Municipal do Funchal anunciou hoje, durante o discurso do Dia da Cidade, que já no início do mês de setembro será aprovada a terceira Área de Reabilitação Urbana (ARU) do Funchal, desta vez na Ribeira de João Gomes, a envolver o antigo Matadouro do Funchal, “naquele que será o primeiro passo formal para lançar no terreno este projeto histórico há muito tempo aguardado”.

Miguel Silva Gouveia revelou que “a intenção da Autarquia é lançar o concurso público internacional para a reabilitação do edifício como um polo de indústrias criativas até ao final do corrente ano, num investimento de 4 milhões de euros.”

No que respeita à Inovação, o Presidente também anunciou hoje “a criação de um Centro Integrado de Gestão Municipal de Acontecimentos em 2020, o qual passará a orientar a resposta dos serviços municipais a todas as ocorrências no espaço público, independentemente do tipo, escala ou urgência, num enorme passo do Funchal enquanto cidade inteligente e de futuro. Este ambicioso projeto já está em fase de desenvolvimento, e o investimento previsto ascende a 2,5 milhões de euros, incluindo equipamentos, formação e tecnologia.”