PTP defende regionalização da Zona Franca da Madeira

A deputada trabalhista Raquel Coelho pediu hoje explicações ao Governo Regional sobre as putativas alterações ao modelo de concessão/exploração da Zona Franca da Madeira, que inclui o CINM, o registo de navios (MAR) e a zona industrial (ZFI). Em causa estão as notícias que foram veiculados na imprensa regional e nacional sobre o facto da Madeira estar a estudar lançar uma Parceria Pública Privada para a Zona Franca.

“Já chega de trapalhadas (…) A Zona Franca e o CINM são instrumentos para servir a Região e por essa razão devem ser geridos pelo setor público. Já atribuímos a gestão a uma empresa privada e foi a desgraça que se viu, com a Madeira a ser notícia pelos piores motivos, com processos de infracção a serem instaurados pela União Europeia”, disse Raquel Coelho.

Para o PTP, o governo cometeu um erro ao fazer um ajuste directo à SDM, querendo replicar a fórmula com a criação de uma PPP. Raquel Coelho defendeu a regionalização da ZFM, dado ser um sector estratégico para a economia regional.

“O clima de instabilidade que se vive no Centro Internacional de Negócios (CINM), é da inteira responsabilidade do Governo e da empresa concessionária (…) Más decisões de gestão podem ditar o fim da ZFM”, disse Raquel Coelho.

A deputada também criticou o secretismo envolto da ZFM e do CINM, lembrando que foi chumbado pelo PSD, um pedido de audição parlamentar ao Governo Regional sobre a situação da praça financeira regional, da autoria do PTP.