Pedro Ramos quer médicos motivados e fixos no Serviço Regional de Saúde e diz que os enfermeiros que emigraram estão a voltar

pedro ramos
Pedro Ramos diz que a contratação de enfermeiros “não é demagogia do Governo Regional, mas um facto concreto”.

O secretário regional da Saúde disse hoje, no Parlamento Madeirense, que o objetivo do Governo é manter os médicos motivados e fixos no Serviço Público, reportando-se ao conjunto de negociações que têm sido desenvolvidas pelo executivo junto de diversas classes do setor da Saúde, falando especificamente do acordo ontem atingido com os Técnicos Superiores de Diagnóstico e Terapêutica.

Relativamente aos enfermeiros, Pedro Ramos considerou que a Região está a cumprir com o que tinha sido perspetivado na contratação, acrescentando que essa política tem feito com que muitos dos profissionais que emigraram estejam a regressar. “A contratação de enfermeiros não é uma demagogia do Governo Regional, mas uma medida concreta, possível. O investimento na área da Saúde deve ser racional e a pior coisa que um político pode ter é a mentira”.

No debate parlamentar de hoje, Gil Canha e Raquel Coelho criticaram a governação social democrata, assente no betão, nas grandes obras, bem como em medidas que, na opinião daqueles parlamentares, são de caráter eleitoralista, acusação que Pedro Ramos negou, respondendo que “foram tomadas medidas em momento considerado oportuno”.