Feira do Livro 2019 começa na sexta-feira com programa diversificado até 2 de Junho

Principia nesta sexta-feira, 24 de Maio, a 45ª Feira do Livro do Funchal. Durante a mesma, a Avenida Arriaga será palco, até 2 de Junho, de lançamentos de livros, encontros literários, concertos, performances e muita animação, promete a organização.

Ao longo da placa central estarão presentes 25 expositores de editoras, livreiros, alfarrábios e um expositor com duas rádios regionais. Durante 10 dias marcarão presença 62 autores, numa edição que inclui conversas e encontros literários, sessões de autógrafos, lançamentos e apresentações de livros, 19 concertos, 3 espectáculos de teatro, performances de rua e um espaço especialmente dedicado ao público infanto-juvenil no Largo da Restauração.

“Uma inovação da Feira neste ano foi o convite a Maria Fernandes, uma jovem poetisa madeirense, para realizar a curadoria de toda a vertente da poesia da Feira. A seu convite irão acontecer diversas actividades, desde conversas temáticas, apresentações de novas obras da poesia contemporânea Portuguesa, espectáculos de poesia encenada e musicada e uma oficina de artes denominada Poesia em Transmutação”, refere nota da CMF.

Dos autores presentes na Feira do Livro do Funchal, destaque para Itamar Vieira Junior, Afonso Cruz, Itamar Vieira Junior, Pedro Chagas Freitas, Irene Pimentel, Valério Romão, Dalila Teles Veras, Luis Filipe Sarmento, Padre Martins Júnior e Dom Nuno Brás.

O escritor Brasileiro Itamar Vieira Junior estará no palco da Avenida Arriaga, no dia 26 de maio às 16h00 para e apresentação do livro “Torto Arado”.

Foi com o romance “Torto Arado” que o Itamar Vieira Junior saiu vencedor da edição de 2018 dos Prémios Leya. A obra narra uma comovente história de personagens que atravessaram o tempo, passando por situações de vida e morte, combate e redenção, sem nunca conseguirem sair do anonimato. As irmãs Bibiana e Belonísia, personagens principais, são filhas de trabalhadores de uma região pouco povoada do interior do Brasil, descendentes de escravos para quem a abolição nunca passou de uma data comum. Num enredo composto de segredos antigos onde a maior parte dos protagonistas são mulheres, o autor leva o leitor a reflectir sobre desigualdades que julgamos serem passadas, mas que se estendem até hoje no Brasil.

Pelo segundo ano consecutivo, haverá, sempre às 15 horas, conversas à volta de autores madeirenses e não só, com o objectivo de dar a conhecer a literatura, a sua vida e obra. Abordar-se-á Maria Aurora, José Agostinho Baptista, Rui Santos, Manuel Campanário, Ana Margarida Falcão, José Viale Moutinho, Viscondessa das Nogueira, Camões Pequeno – Francisco Alvares de Nóbrega, Maria do Carmo Rodrigues e José Tolentino Mendonça.

O recinto da 45ª Feira do Livro também terá momentos musicais, uma vez que a autarquia apostou na presença de diversos músicos nacionais e regionais, onde se destacam a presença de Salvador Sobral e Maria João, que se juntam aos músicos madeirenses André Santos e Mariana Camacho no projecto de reinvenção da música tradicional madeirense MUTRAMA. Este projecto, apoiado desde o primeiro momento pela Câmara Municipal do Funchal teve estreia nacional no Baltazar Dias em 2018.

Destaque ainda para as presenças de The Soaked Lamb, Rita e Bruno Santos, Combo Jazz, Banda d’Além, Bossa Livre, João Borges, Vértice, Fado das Quinas, Xarabanda, Franco e os Cordofones, Apanhados com a Boca na Palavra, Akustic Junkies, Por Terras de Zeca, Orquestra Clássica da Madeira com um concerto comemorativo do Dia da Criança e o concerto de Rebeca Oliveira.

A inovação a nível musical este ano foi lançar o desafio a grupos musicais regionais para cantar músicas com poemas de autores consagrados, como Vasco Graça Moura, Florbela Espanca, Caetano Veloso, Alexandre O´Neill, Bob Dylan (prémio nobel da literatura 2016) e Leonard Cohen. Estes espetáculos serão realizados pela Márcia Aguiar, Tiago Sena Silva, Banda Distrital do Funchal, Miguel Pires, Vânia Fernandes e Elisa Silva.

O Largo da Restauração, refere um comunicado da edilidade às Redacções, será novamente o espaço escolhido para acolher o público infantojuvenil, com 36 actividades ao ar livre, e que incluem lançamentos de livros infantojuvenis, poesia encenada, horas do conto, teatro de fantoches, actividades pedagógicas que serão dinamizadas através de um leque diversificado de parceiros como a Associação Nuvem Aquarela, Associação Casa Invisível, Teatro Bolo do Caco e os próprios serviços municipais como os Museus, o Arquivo, a Biblioteca e o Teatro. A Feira do Livro inclui também o dia 1 de Junho, Dia da Criança, com actividades durante esse dia e aos fins de semana dirigidos ao público infanto-juvenil numa lógica de animação, com pinturas faciais, modelagem de balões, pipocas e insuflável.

Por outro lado, o icónico Teatro Municipal Baltazar Dias irá receber 3 espectáculos de Teatro inseridos na programação da Feira do Livro, são eles: “SAFE”, uma co-produção do Dançando com a Diferença e da CMF, num trabalho sobre as migrações forçadas. “Smells Like Teen Spirit”, o espectáculo de teatro do Conservatório – Escola das Artes da Madeira em co-produção com a CMF e que fala sobre a adolescência, e, por fim, “A Pessoa de Fernando” uma Ode Teatral à pessoa de Fernando, a partir da vida e obra de Fernando Pessoa e que chega ao Funchal através da Momento – Artistas Independentes.

A Câmara Municipal do Funchal agradece publicamente aos hotéis e apartamentos, Hotel Quintinha São João; Hotel Windsor, Madeira Panorâmico Hotel, Four Views Baia, Pestana CR7, Apartamentos São Paulo, Meliã Madeira Mare Resort & Spa, Quinta da Bela Vista, Hotel Orquídea, Hotel Alto Lido, Porto Bay e Reid’s Palace, que se associaram como parceiros à Feira do Livro do Funchal.