Rui Rio sai vencedor do Conselho Nacional, moção de confiança aprovada

O Conselho Nacional começou a reunir às 17 horas de ontem, quinta-feira e acabou já depois das 3.30 da madrugada de hoje. Foto PSD

A moção de confiança a Rui Rio foi aprovada pelo Conselho Nacional do PSD, com 75 votos a favor e 50 contra. Registou-se um voto nulo. O voto foi secreto, método que acabou por ser defendido pelo líder do PSD, apesar dos seus apoiantes apostarem no voto de braço no ar. O resultado foi conhecido já passava das 3.30 horas.

Foi o dia mais longo da vida recente desta liderança de Rui Rio, que convocou este Conselho Nacional Extraordinário depois de ter sido desafiado por Luís Montenegro a demitir-se e a convocar eleições antecipadas. Rio recusou o desafio mas decidiu jogar a “cartada” de apresentar uma moção de confiança, que se saisse derrotada implicaria a saída do líder e a convocação de eleições internas.

Os apoiantes de Rio defendiam que colocar em causa a direção num contexto de ano eleitoral, com as Europeias já em maio, as Regionais em setembro e as Nacionais em outubro, seria colocar o partido em dificuldades e “fazer o jogo” de António Costa, Os apoiantes de Luís Montenegro e os críticos apostavam num alteração para evitar, dizem, um previsível mau resultado social democrata com Rui Rio na liderança.

Para já, Rio sai vencedor. Os próximos tempos e as eleições ditarão dados mais concretos quanto aos efeitos desta escolha de hoje.

Recorde-se que a Madeira esteve representada pelo líder do PSD-M, Miguel Albuquerque, Rui Santos, Francisco Santos, Cláudia Monteiro Aguiar e Sara Madruga da Costa. Alberto João Jardim não esteve presente.