Milhares “encheram” Funchal para o primeiro dia de luzes e de “Festa”

Natal 2018
Uma enchente no “inovador” Cais da Cidade. Foto Rui Marote

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Natal 2018
Música, Tradições e Sabedoria no Cais do Funchal. Foto Rui Marote
Natal 2018
Rua João Tavira. Foto Rui Marote
Natal 2018
A Placa Central registou a passagem de milhares de pessoas. Foto Rui Marote

Foi como que um “aperitivo” para a Noite do Mercado. Na Placa Central, chegou mesmo a estar como se fosse um 23 de dezembro, uma enchente desceu ao Funchal para o primeiro dia de iluminações de Natal, este 1 de dezembro, que marca a inauguração do programa de festas, uma aposta relevante do ponto de vista turístico, ou não fosse este um cartaz de excelência e uma quadra em que confluem milhares de visitantes.

Logo ao início da noite, o Funchal começou a registar enorme afluência, com o trânsito naturalmente em marcha lenta, mas agora não por razões de congestionamento com obras, mas porque as pessoas percorriam as principais ruas da cidade para poderem observar a iluminação, os motivos, as cores, que aproximam e dividem opiniões. De tudo um pouco, faz parte, a opinião das pessoas diverge em alguns casos, converge noutros, mas há uma quase unanimidade relativamente à melhoria dos motivos, que têm muito mais a ver com a tardição do Natal Madeirense.

Albuquerque Natal 2018
Miguel Albuquerque e a secretária regional do Turismo visitaram as barraquinhas da Placa Central. Foto Rui Marote
Natal 2018
Foto Rui Marote
Natal 2018
No Largo do Chafariz, as esplanadas e o Natal em noite animada. Foto Rui Marote
Natal 2018
Rua do Aljube. Foto Rui Marote
Natal 2018
O Presépio da Placa Central é grande atrativo. Foto Rui Marote
Natal 2018
A árvore de Natal gigante na Praça do Povo. Foto Rui Marote

A aposta neste Natal, particularmente, num contexto das comemorações dos 600 anos da Descoberta da Madeira e do Porto Santo, veio transmitir um cunho diferente. O concurso público, aberto para dois anos, proporciona, neste primeiro ano, inovações que, inegavelmente, trazem mais valia. os anjos, o Pai Natal, as velas, as bolas, os azevinhos, as estrelas, as cores nas ribeiras já testadas em 2017, tudo isso contribui para que o Funchal, neste final de ano de 2019, esteja com cor, com tradição, naquele que poderá ser, dos últimos anos, o melhor de sempre na qualidade das iluminações, nos motivos sobretudo, mantendo a identidade madeirense e mostrá-la ao mundo. Os 87% de ocupação hoteleira, no final do ano, enquanto previsão, mais os visitantes dos navios de cruzeiro e os estudantes que estudam no Continente e que nesta altura passam o Natal na Madeira, representamum grande atrativo para que a Madeira sinta um pouco no centro da atenção, onde o fogo de artifício, este ano com mais postos no mar e no Porto Santo, é o ponto alto, de reconhecimento internacional.

Natal 2018
Foto Rui Marote
Natal 2018
Rua Dr. Fernão de Ornelas. Foto Rui Marote
Anjos Sé
Estruturas de anjos à entrada da Sé do Funchal. DR

O presidente do Governo acompanhou, hoje, a abertura das festas, a iluminação que passará a fazer parte do dia a dia da cidade até início de janeiro. A Placa Central, com o presépio e as tradicionais barraquinhas, com os licores, o vinho, a poncha e outros atrativos gastronómicos, como a carne de vinho e alhos da época muito madeirense, é uma centralidade que não escapa ao roteiro pelas ruas. O Funchal convida e a vida é outra neste Natal.