Calado disse ao PSD-M que o Orçamento para 2019 terá “preocupações sociais”, uma “atenção à classe média” e “alívio fiscal”

PSD com Calado
Uma delegação do PSD-M reuniu-se com o vice presidente do Governo no âmbito das audições aos partidos sobre o Orçamento da Região para 2019.

A recuperação económica traduzida por uma boa governação foi a tónica do discurso do deputado social democrata Carlos Rodrigues, depois do encontro que uma delegação do PSD manteve com o vice presidente do Governo, no âmbito das audições para abordar o Orçamento e Plano da Região para 2019

Carlos Rodrigues salientou que esse crescimento permitiu uma “redução substancial da taxa de desemprego”, sendo que os últimos números apontam para “uma taxa equivalente à existente em 2011”. Face a esta realidade, o grupo parlamentar do PSD foi informado “que o Governo tem condições agora para também devolver essas condições e permitir que se construa um orçamento com grandes preocupações sociais, nomeadamente na área da Educação, na área do apoio social aos mais idosos também, e não deixando, porém, de ter uma atenção particular, na sequência daquilo que tem sido nos últimos anos, no que diz respeito ao alívio fiscal quer para as famílias em geral, mas também com uma particular atenção para a classe média e para as empresas” porque “este crescimento económico não é só fruto do trabalho do Governo”.

Segundo o deputado, “o Governo tem a obrigação de cumprir os seus prazos, de cumprir os serviços da dívida e a própria dívida, criar as condições económicas, mas o papel fundamental em termos de crescimento económico é conseguido através das empresas”.

Nesse sentido, Carlos Rodrigues considera que “só com uma política fiscal dirigida também às empresas é que se pode conseguir que esses objetivos se concretizem”.