Festival da Natureza principiou e movimenta actividades radicais

O Festival da Natureza, um evento organizado pela Secretaria Regional do Turismo e Cultura, principiou hoje, cativando o interesse de muitos participantes que, desde cedo, partiram à descoberta de experiências únicas, que contribuem para afirmar a imagem da Madeira, enquanto destino de turismo activo, sendo esse, precisamente, o principal objectivo do evento, refere uma nota da SRTC: o de “realçar, promover e valorizar o que a natureza tem de melhor para oferecer, ao longo de todo o ano”.
Tanto nas catividades de Canyoning desenvolvidas na Ribeira das Cales, quanto no Mountain Bike Tour que se desenrolou entre o Pico do Areeiro e a Portela ou no Coastering Tour, promovido no Caniçal, entre muitas outras actividades, foram muitos os que se associaram, neste primeiro dia, ao programa do evento.
Este ano, são muitas as novidades que se assinalam no Programa do Festival da Natureza, cartaz turístico que decorre até ao próximo dia 7 de Outubro.
Para além da sua extensão ao Porto Santo – que acontece pela primeira vez – aumentou-se o número de lugares para inscrição – passando de 550, em 2017, para cerca de 700 nesta edição – assim como reforçou-se o investimento, a rondar, este ano, os 60 mil euros. Paralelamente, apostou-se na maior valorização do Mar e da Serra, com dias específicos que pretendem reforçar as atenções nas actividades passíveis de praticar nestes dois ambientes distintos e foram também incluídas novas actividades, como por exemplo o city bike tour, os passeios a cavalo, o mergulho em aquário e a prancha à vela, num total de 23 experiências disponíveis aos interessados, refere o comunicado da SRTC.