GR vem dizer que se orgulha “do permanente contacto com os agricultores porto-santenses”

A concesssão da polémica no Porto Santo.

O Governo Regional veio hoje dizer que se “orgulha do permanente contacto com os agricultores porto-santenses”. Nesta legislatura foi reactivado o apoio técnico à ilha do Porto Santo num contacto de proximidade com os agricultores para que conheçam novas técnicas e que possam obter mais qualidade e rendimento através dos produtos singulares desta ilha, refere uma nota oriunda da Secretaria Regional da Agricultura e Pescas.

Paralelamente, tem existido uma aposta sem precedentes na agricultura biológica e vários ensaios em diversas culturas para que possa haver uma maior diversificação de produtos, tirando proveito das condições únicas do Porto Santo, garante a SRAP.

A apicultura foi reactivada em 2016, 0futo dos esforços entre a Secretaria Regional de Agricultura e Pescas e a  Direcção Regional para a Administração Pública local, enumera um comunicado; os produtos produzidos pelos agricultores da ilha do Porto Santo são maioritariamente consumidos pela hotelaria local, fruto de um protocolo assinado; o Governo Regional desencadeou meios para que o avião cargueiro pudesse operar no Porto Santo aquando a ausência do Lobo Marinho em Janeiro.

O Governo Regional, juntamente com o município, tem distribuído raticida para por fim a uma praga de ratos que vinha preocupando os agricultores. Esta acção ainda se mantém. Será feito um investimento na ordem dos 150 mil euros na reabilitação da lota do Porto Santo. O Governo Regional tem proporcionado passagens mais baratas no inverno diminuindo a sazonalidade do Porto Santo, continua o comunicado governamental, que, respondendo a notícias vindas a público, refere que “dizer que o GR tem um comportamento abusivo e desonesto em relação aos agricultores porto-santenses é manifestamente não conhecer a realidade local”.