Anti-fascista Domingos Abrantes falou da história da resistência contra o Estado Novo

Hoje, no Funchal, o resistente anti-fascista e actual Conselheiro de Estado, militante do PCP, Domingos Abrantes, invocou a longa história da resistência ao fascismo na Madeira.

Passados 70 anos sobre a grande vaga de presos políticos de 1948, em que o PIDE prendeu dezenas de madeirenses, Domingos Abrantes valorizou o alto significado desta memória de luta pela democracia em Portugal, refere um comunicado do PCP.