Navegador solitário apoiado pela Marinha até entrada na Quinta do Lorde

A Marinha coordenou ontem, através do Subcentro de Coordenação de Busca e Salvamento do Funchal, a assistência a um veleiro de bandeira francesa, cujo único tripulante, com 51 anos, se queixava de fortes dores lombares, necessitando por isso de assistência médica. A embarcação, de nome “ARZ-N-AEL”, encontrava-se a 8 milhas, cerca de catorze quilómetros, a Oeste do Porto Santo.

O alerta foi recebido no Funchal às 05h19, no Centro de Salvamento de Lisboa, e encaminhado para o INEM. Face ao quadro clínico e à proximidade a terra, foi decidido proceder à evacuação por via marítima. Assim, foi activada para o local a embarcação “Barracuda”, da Capitania do Porto do Porto Santo, e a embarcação dos pilotos “Comandante Cristiano de Sousa”, da APRAM. Um tripulante passou para bordo do veleiro e avaliou a situação, e, face à determinação do único tripulante em não abandonar o barco, e manter o rumo à ilha da Madeira, procedeu-se ao acompanhamento até à Marina da Quinta do Lorde, onde o ARZ-N-AEL entrou pouco antes das onze horas da manhã.

Após a chegada, o navegador solitário foi transportado para o Centro de Saúde de Machico, numa ambulância.